UM DOMINGO PARA ESQUECER

Carlos Alberto luta durante o jogo

Carlos Alberto lutou e tentou, mas não deu.

Não foi ontem. Não deu, não aconteceu.

Infelizmente pra nós, vascaínos, ontem o dia não foi o que queríamos.

O primeiro tempo começou como todos nós esperávamos, um Botafogo recuado e aproveitando as oportunidades pra jogar a bola no alto pra ver se o Loco Abreu conseguia ajeitar pra alguém

E o Vasco com a mesma formação, que já conhecemos, o 4-1-2-1-2.

Formação do Vasco no 1° tempo do clássico

O Vasco tocava melhor a bola, rodava na área do Botafogo e não conseguia acertar o último passe, o passe fundamental, que traria situação pra alguém chutar a gol.

Esse passe aconteceu uma vez, foi pro Dodô, nosso artilheiro com sete gols no campeonato, nossa esperança, mas não foi, ele não estava num bom dia, e simplesmente o pé travou, aconteceu, logo na final.

O Vasco girava a bola, girava, e o Botafogo tentava criar as oportunidades que conseguia, conseguiu com o Loco Abreu que o Fernando Prass foi bem e não caiu e conseguiu pegar a bola

O jogo tava bem equilibrado, com as duas equipes fazendo o já esperado e com os 45 minutos terminados, tudo ficaria pro segundo tempo

Formação do Vasco no 2° tempo do clássico

No segundo tempo, alteração no Vasco, Léo Gago, que não estava num bom dia assim como o time todo, saiu pra entrada do Magno, Mancini resolveu botar o time pra frente.

Depois Rafael Carioca entrou no lugar do Souza, cansado.

E os vascaínos começaram apreensivos o segundo tempo. Logo aos 2 minutos, Marcelo Cordeiro acerta belo passe e Herrera fica de cara pro Fernando Prass. Defesa. Ele nos salvou nessa.

O Vasco precisou desse susto pra acordar, e depois que acordou, fez uma série de boas jogadas, com um Carlos Alberto querendo jogo, ele bateu uma bola rente a trave, outra o goleiro do Botafogo, Jeférson fez uma boa defesa sem rebote

E assim o jogo ia. Uma hora alguém ia dar certo, ou a tática da defesa muito forte e jogar a bola pro alto, ou a tática do toque de bola

E a tática do chute pro alto deu certo. Em um desses chutes pro alto o Botafogo arrumou uma falta, bola na área, bola tirada, escanteio. E o gol. Falha que não estamos acostumados a ver Fernando Prass fazer. Mas acontece. Com qualquer goleiro.

E o gol parece que desmoronou o Vasco, um escanteio, uma cabeçada e um primeiro turno perdido. Nilton perdeu a cabeça e deu um carrinho violento. Expulsão

Ai que o Vasco se perdeu, Titi fez pênalti em Loco Abreu, que marcou.

O 1° turno perdido, demos um passo pra trás, mas podemos dar dois passos a frente se ganharmos a Taça Rio e o Campeonato Carioca. Temos time pra isso. Basta alguns acertos.

Sobre o jogo, vocês podem até perceber, que Fernando e Titi não foram mal, eles ganharam quase todas do Loco Abreu, geralmente Fernando o marcava com Titi na sobra, eles ganharam, vocês viram alguma jogada de perigo com Loco Abreu ganhando na cabeça ajeitando pra alguém? Eu não vi.

Mas em um escanteio, Fábio Ferreira marcou. O Botafogo fez o que o Vasco não fez, o gol. O que muda tudo no futebol. Um simples escanteio muda uma partida, uma final.

O escanteio batido faz com que saia um gol, consequemente Nilton perde a cabeça e dá um carrinho pra cartão vermelho, depois Titi faz pênalti e também é expulso

Resultado? Um escanteio decidiu um jogo equilibrado, em que não contamos com um dia bom de alguns jogadores.

O Botafogo contou a sorte, nós não. Temos que levantar a cabeça, não há nada perdido, foi o 1° turno. Temos o 2° e temos que ir pra vencer.

E o principal, pra nós vascaínos, é continuar a torcer, a apoiar. Porque o nosso time por mais que não estivesse em um bom dia, brigou, tentou, mas não deu, não era o dia do Vasco.

Não se esqueçam, não é a toa que temos uma música que diz “O Sentimento Não Para”, não pode parar. Por mais que tenhamos uma atuação ruim. Nosso sentimento está acima disso

Um Abraço e saudações vascaínas!

Escalações de Vasco 0x2 Botafogo – Final da Taça Guanabara – 21/02/2010 – 17:00Vasco – Fernando Prass, Élder Grana, Fernando, Titi e Márcio Careca; Nilton, Léo Gago(Magno(Rodrigo Pimpão)), Souza(Rafael Carioca) e Carlos Alberto; Philippe Coutinho e Dodô.
Técnico: Vagner Mancini

Botafogo – Jefferson, Wellington, Fahel e Fábio Ferreira; Alessandro, Leandro Guerreiro, Eduardo, Lucio Flavio (Caio) e Marcelo Cordeiro; Herrera e Loco Abreu
Técnico: Joel Santan

Anúncios
Published in: on 22 de fevereiro de 2010 at 3:30 PM  Deixe um comentário  
Tags: , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://vascoecia.wordpress.com/2010/02/22/um-domingo-para-esquecer/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: